[#4] David Carmo

p3na

Portista Divino
Acabou de entrar. Não tem rotinas. Não tem laterais. Não tem um 6 que venha buscar jogo. Jogou com um colega de posição diferente.

É cedissimo para avaliar o que quer que seja. Ainda por cima no momento em que estamos a atravessar
Certo, estamos de acordo, mas uma coisa é os aspectos táticos que podem ser influenciados pelo desnorte colectivo e falta de qualidade de alguns jogadores que fazem parte da manobra defensiva, outra são questões técnicas. Aquilo que se viu ao nível do passe foi medonho e em vários deles sem oposição.
Foram só 2 jogos, claro que temos de dar o benefício da dúvida até porque quero acreditar que o que vi nos últimos meses no Braga é mais condizente com o seu real valor. Está em fase de adaptação, vamos aguardar, não é o cenário ideal para avaliar, é ver o Uribe atual por exemplo.
 

respectivo

Portista Divino
Mas qual nível de passe qual quê? Ele só teve oportunidade de passar a bola ao seu colega de sector... O resto foi só balões lá para a frente! Nível de passe... Foi tão mau como o do Fábio Cardoso! Não havia laterais! Não havia meio campo! Se não é o Pepê e o Galeno a virem buscar jogo cá atrás ninguém se mexe!! Quantas vezes viste os centrais a trocar bola no meio campo, sem qualquer linha de passe??
 

oblik

Portista Divino
Acabou de entrar. Não tem rotinas. Não tem laterais. Não tem um 6 que venha buscar jogo. Jogou com um colega de posição diferente.

É cedissimo para avaliar o que quer que seja. Ainda por cima no momento em que estamos a atravessar

Com uma equipa mais estável, não vai de repente ganhar pé direito. Em tudo o resto tendo a concordar.
 

p3na

Portista Divino
Mas qual nível de passe qual quê? Ele só teve oportunidade de passar a bola ao seu colega de sector... O resto foi só balões lá para a frente! Nível de passe... Foi tão mau como o do Fábio Cardoso! Não havia laterais! Não havia meio campo! Se não é o Pepê e o Galeno a virem buscar jogo cá atrás ninguém se mexe!! Quantas vezes viste os centrais a trocar bola no meio campo, sem qualquer linha de passe??
Revê lá o jogo, e os passes longos por amor de Deus, sem oposição. Eram de fácil execução, se formos por aí o Pepe também fartou-se de falhar nos últimos jogos
 

respectivo

Portista Divino
Estás a brincar? Como é que um passe longo, aéreo, contra uma equipa que jogou o jogo todo em bloco baixo, não tem oposição?

Quer dizer estamos aqui a falar como se de repente um passe de 50 metros para um dos corredores, com 2 ou 3 opositores, fosse coisa fácil... Uma coisa é entregar a bola ao gajo que está ali ao lado, outra é entregar a bola directamente do sector defensivo ao ofensivo! O problema não está em ele falhar passes longos. O problema está em não haver um meio campo que possa fazer a ligação natural de defesa ataque!

Mas agora o Carmo tem que ser o nosso distribuidor de jogo quando não temos o Vitinha em campo??

O Marcano fazia bem esse papel, e quando ele jogava também não vos via a dar tanta relevância a essa função...
 

p3na

Portista Divino
Estás a brincar? Como é que um passe longo, aéreo, contra uma equipa que jogou o jogo todo em bloco baixo, não tem oposição?

Quer dizer estamos aqui a falar como se de repente um passe de 50 metros para um dos corredores, com 2 ou 3 opositores, fosse coisa fácil... Uma coisa é entregar a bola ao gajo que está ali ao lado, outra é entregar a bola directamente do sector defensivo ao ofensivo! O problema não está em ele falhar passes longos. O problema está em não haver um meio campo que possa fazer a ligação natural de defesa ataque!

Mas agora o Carmo tem que ser o nosso distribuidor de jogo quando não temos o Vitinha em campo??

O Marcano fazia bem esse papel, e quando ele jogava também não vos via a dar tanta relevância a essa função...

Se há alguém a brincar não sou eu de certeza. Acabas por sem querer ir de encontro ao que digo, ora se o Estoril jogou em bloco baixo, com linhas juntas e quase não pressionou a nossa linha defensiva, que oposição tinha o Carmo que justificasse falhar quase uma dezena de passes? Quando digo falhar já nem digo a bola ficar jogável para um dos nossos elementos da linha avançada que, sim, estavam com marcação mais apertada, apesar de que muitos foram para o Galeno que até gozou de alguma liberdade e esteve muitas vezes 1x1.
Foram várias bolas para as couves, tal como já havia acontecido por 9 vezes contra o Brugges.

Não estamos aqui a falar de erros provocados por um desnorte colectivo, pareceu mesmo falta de qualidade técnica, logo uma limitação individual num item tão básico de jogo. Sendo um central de 20M, acho que um dos mínimos exigíveis é que saiba controlar uma bola e saiba fazer um passe, mas isso é para mim que não percebo nada disto
 

respectivo

Portista Divino
Não estou a ir a encontro nenhum... O facto de ninguém estar a pressionar o Carmo quando este tem a posse, não significa que o adversario não esteja a fazer pressão! O Estoril foi uma equipa que jogou em meia pressão. Meia pressão é o termo tecnico que se utiliza para dizer que a equipa está a defender atrás da linha do meio campo de forma a tornar a equipa mais compacta e diminuir o esforço fisico dos jogadores. É aquilo que nós denominamos de meter o autocarro... Acho que nisto aqui todos conseguimos concordar certo??

Ora, estando nós a jogar com 4 extremos e 2 avançados (aka Rui Vitória style) na frente do terreno, apenas nos restam 2 médios com a finalidade de transportar a bola para o ultimo sector, sendo que estes estão no meio de 10 jogadores adversarios. O FC Porto está demasiado exposto por estar a jogar com tão pouca gente atrás, logo a unica solução é o passe longo aereo, que numa situação de 1vs1 seria uma moeda ao ar (50/50), mas nem isso é neste caso uma vez até nisso estamos em inferioridade numerica. Ou seja, a pressão é feita ao receptor e não ao portador da bola.

E com isto tudo, aquilo que eu quero dizer é que a maior responsabilidade (diria mesmo unico responsavel) por tantas bolas aereas perdidas é unicamente o estratega. Continuamos a não ter um 6 nem um box-to-box, logo já sabemos que construir jogo pelo meio é para esquecer. Se a isto juntarmos uma equipa sem laterais, deixamos de atacar também pelas alas! Resta-nos o chutão, que é uma moeda ao ar...

Mas volto a dizer, nunca vos vi a valorizar tanto um bom jogo de pés num central. Só tenho a dizer que fico satisfeito por finalmente darem essa importancia. Lembro-me de há uns anos ter tido exactamente esta conversa aqui. Na altura os jogadores eram o Felipe, que tinha um jogo de pés fraquissimo, mas o pessoal dizia que num central o importante é destruir jogo, e o jogo aereo, etc, e o Marcano, que apesar de todos os seus defeitos, era (e ainda é na minha opinião) o nosso melhor central nos momentos com bola.

Já agora, as criticas ao Carmo são claramente exageradas, e o jogador só está em julgamento porque custou 20 milhões de euros. O seu colega de sector esteve com o exacto mesmo problema, e até agora ninguém disse nada (e bem porque a exibição do Fabio, tal como a do Carmo, acaba por ser a consequencia das opções tecnicas do treinador).

Mas se a vossa preocupação em relação ao Carmo é a distribuição de jogo, podem estar calmos que isso são coisas que se treinam. E a nossa equipa tecnica já demonstrou que é boa nesse departamento. Estou a lembrar-me do Mbemba
 
Top