Análise económica da FC Porto SAD

oblik

#neymarémodakelvinéfoda
Doyen 1,8M
Maxi 1,2M

Fernando Gomes: a arrastar o nome do clube pela lama desde 2014
 

DLX17

DLX17
O futuro é risonho.
cb6ad9a8de5372b3d256f550b496c95d.jpg
 

oblik

#neymarémodakelvinéfoda
Alguém explica a um nabo como eu o que significa a rubrica "Clientes" nos Ativos não correntes e nos correntes?

E a variação de caixa? É um snapshot do cash flow no final do período?

Outros empréstimos no passivo não corrente e corrente são o quê?

HELP!
 

DLX17

DLX17
Independentemente do valor da transferência do miúdo, custa-me muito aceitar que dos 40M, só tenham entrado 25M nos cofres do clube. Um jogador da formação...
 

DR

Portista Divino
Alguém explica a um nabo como eu o que significa a rubrica "Clientes" nos Ativos não correntes e nos correntes?

E a variação de caixa? É um snapshot do cash flow no final do período?

Outros empréstimos no passivo não corrente e corrente são o quê?

HELP!

Onde anda o @Pai Hans?
 

sapunaru

Portista Divino
Alguém explica a um nabo como eu o que significa a rubrica "Clientes" nos Ativos não correntes e nos correntes?

E a variação de caixa? É um snapshot do cash flow no final do período?

Outros empréstimos no passivo não corrente e corrente são o quê?

HELP!
A rubrica Clientes basciamente é o oposto dos Fornecedores. Da mesma forma que a SAD tem registada no passivo as suas dívidas aos seus fornecedores (nenhuma empresa paga a pronto) também tem direito a receber (daí estar no ativo) o dinheiro correspondente a vendas que efetuou no passado que também não foram naturalmente pagas a pronto. Devido a natureza da atividade da SAD a maioria das vendas são vendas do passe de jogadores. O ser corrente ou não corrente tem a ver com o prazo de recbimento. Se não estou em erro tudo que é acima de um ano é não corrente.

1613556841172.png
1613556866374.png

A variação de caixa é bastante intuitivo. É basicamente a diferença entre o dinheiro vivo que entrou e que saiu durante o período (independentemente de quando tenham sido registadas as vendas ou as compras). Ou seja se a SAD comprou (vendeu) um jogador há 2 anos e pagou (recebeu) agora parte da dívida a compra (venda) não vai ter impacto na demonstração de resultados deste período (e como tal não terá imapcto no lucro/prejuizo do periodo) porque já teve no período em que foi registada mas terá impacto na demonstração de fluxos de caixa porque o dinheiro saiu (entrou) agora.

1613556777457.png

Neste caso entraram durante o período 31,8 milhões a mais em dinheiro vivo do que sairam. No inicio do periodo havia 5,5 milhões e tal em dinheiro nas contas da SAD e no final passou a haver 37,3 (os tal diferença de 31,8). E naturalmente isso também tem impacto no balanço porque o dinheiro vivo é um ativo da SAD. E como podem ver na imagem que o DLX postou acima os 31,8 milhões é a difrença na rubrica "Caixa e equivalentes" do balanço.
 
Última edição:

BlueSoul

Portista Divino
A rubrica Clientes basciamente é o oposto dos Fornecedores. Da mesma forma que a SAD tem registada no passivo as suas dívidas aos seus fornecedores (nenhuma empresa paga a pronto) também tem direito a receber (daí estar no ativo) o dinheiro correspondente a vendas que efetuou no passado que também não foram naturalmente pagas a pronto. Devido a natureza da atividade da SAD a maioria das vendas são vendas do passe de jogadores. O ser currente ou não currente tem a ver com o prazo de recbimento. Se não estou em erro tudo que é acima de um ano é não corrente.

View attachment 2699
View attachment 2700

A variação de caixa é bastante intuitivo. É basicamente a diferença entre o dinheiro vivo que entrou e que saiu durante o período (independentemente de quando tenham sido registadas as vendas ou as compras). Ou seja se a SAD comprou (vendeu) um jogador há 2 anos e pagou (recebeu) agora parte da dívida a compra (venda) não vai ter impacto na demonstração de resultados deste período (e como tal não terá imapcto no lucro/prejuizo do periodo) porque já teve no período em que foi registada mas terá impacto na demonstração de fluxos de caixa porque o dinheiro saiu (entrou) agora.

View attachment 2698

Neste caso entraram durante o período 31,8 milhões a mais em dinheiro vivo do que sairam. No inicio do periodo havia 5,5 milhões e tal em dinheiro nas contas da SAD e no final passou a haver 37,3 (os tal diferença de 31,8). E naturalmente isso também tem impacto no balanço porque o dinheiro vivo é um ativo da SAD. E como podem ver na imagem que o DLX postou acima os 31,8 milhões é a difrença na rubrica "Caixa e equivalentes" do balanço.
És o Sapunaru das finanças?
 

oblik

#neymarémodakelvinéfoda
Eu tenho pena dos miúdos que têm o sonho de jogar no Porto. E eu acredito que há miúdos que tudo o que apenas querem na vida é representar o Porto.

Fora o Dalot que era um mercenario, todos os grandes talentos dos últimos anos foram vendidos antes de poderem vingar. A nossa formação transformou-se numa alternativa ao nosso modelo de comprar barato em mercados a que recorríamos anteriormente como Brasil, Argentina para mais tarde vender caro.
 

DLX17

DLX17
Eu já me mentalizei que neste mercado vamos perder o Fábio, o Diogo Leite e o Tomás... Para o ano, muito provavelmente, vamos perder o Chico, o Diogo Costa e o Romário (se conseguir dar o salto que se espera).
Depois destes, ficamos sem mais nada para vender durante mais uns aninhos.

É assim que se vão tapando os buracos da má gestão.
 
Top