Rúben Neves

Tópico será movido para?

  • Ex-funcionários

    Votos: 1 4,0%
  • Nostalgia

    Votos: 17 68,0%
  • Eterno

    Votos: 7 28,0%

  • Total voters
    25
  • Poll closed .

Schrödinger

Portista Lenda
Já tinha ouvido coisas muitas boas do miúdo mas ainda não tive a oportunidade de o ver jogar. Craque. Até já sinto pena dele...
 

TiagoSilva

melhor do mundo
Que craquezão. Grande maturidade e calma a jogar, qualidade de passe e muita classe. E tem apenas 17 anos. Este miúdo vai longe.
 
Eu diria calma com as expectativas. Fez um bom jogo e entrou para o lugar do Josué, que estava a ser nulo defensivamente. Agora espero que não fodam a formação ao puto metendo-o na A aos 17 anos.

Gostei muito dele, há que ter calma na progressão do chavalo e esperar que mostre cabecinha para o futuro.
 

Enigmatic

Portista Divino
Confesso que gostei do pouco que vi. Agora é mantermos as expetativas em baixo para não virmos depois criticar ninguém. Um dos exemplos mais flagrantes de expetativas altas, está neste momento no Paços de Ferreira.
 

sapunaru

Portista Divino
Eu acho que isso do manter as expectativas e do ir com calma que supostamente era para ajudar os jogadores é contra-producente.

Esta corrente vaio porque supostamente quando um jogador das camadas jovens fazia um bom jogo havia logo quem os queria a titular e exigia mundos e fundos desse jogador mas eu acho que esse discurso do "foi só um jogo...há que ter calma com as expectativas" está a prujudicar os jogadores da formação porque à conta disso os jogadores da formação tem de fazer o triplo dos outros para ter uma oportunidade na equipa A.

O Tozé que o diga! Se fosse um jogador "extra-formação" contractado para a B tivesse feito o que o Tozé fez na B tinha certamente tido mais de 90 minutos em 2 anos na equipa A, mas com o Tozé houve sempre aquela coisa "ah e tal temos que ir com calma...não vamos saltar etapas da formação"
 

The Crow

Portista
Calma... O rapaz vai ser júnior de 1º ano. Já vai saltar etapas ao jogar na equipa B. Não exijam que jogue já na equipa A...
 

oblik

#neymarémodakelvinéfoda
Não é uma exigência mas se o miúdo já mostra maturidade para jogar na A porque não dar-lhe essa oportunidade? Para quê limitá-lo em vez de lhe dar oportunidade de mostrar todo o talento que já tem?
 

The Crow

Portista
Neste momento, o clube está a lutar para recuperar o título. Na cabeça dos portistas, não há outro pensamento que não seja vencer, vencer, vencer... Neste cenário, a cobrança é exagerada, ainda mais para um puto de 17 anos.
 

Schrödinger

Portista Lenda
Também ninguém pediu para o miúdo ser titular indiscutível... Pode muito bem fazer os primeiros jogos da Taça de Portugal e todos os da Taça da Liga (já que não interessa ao clube e não).
 

The Crow

Portista
Isso de não interessar é relativo... Nesse caso, vale mais dar esses minutos ao Tomás e deixar o Ruben Neves ir somando minutos na equipa B.
 

Schrödinger

Portista Lenda
(É mais ou menos público que o Porto não quer saber da Taça da Liga... com muito pena minha).

O Tomás tem estado abaixo daquilo que prometia. Mas se jogar um deles já não me queixo...
 

oblik

#neymarémodakelvinéfoda
The Crow disse:
Neste momento, o clube está a lutar para recuperar o título. Na cabeça dos portistas, não há outro pensamento que não seja vencer, vencer, vencer... Neste cenário, a cobrança é exagerada, ainda mais para um puto de 17 anos.


Percebo o teu ponto e tens razão. No entanto o que defendo é que ele seja inscrito na champions e seja considerado uma alternativa credível ao Casemiro se de facto for tão consistente quanto parece.


Quanto à cobrança... notas alguma diferença no tratamento que os portistas davam ao Sérgio Oliveira vs o tratamento que davam ao Castro?
 
Fez 45 minutos num jogo amigável, é por isso que se pede calma, mesmo sabendo que já demonstrou algum potencial nos juniores. A evolução de um jogador tem etapas e não há necessidade de as queimar, pelo menos neste caso. Não faço ideia se tem qualidade para assumir o lugar do Casemiro caso este se lesione por algum tempo, por exemplo. Daí que seja importante ter o Rúben a crescer na B e logo se verá como evolui. Se isso acontecer de forma positiva, esperemos então que seja recompensado com alguns minutos na A, é simples.

As expectativas, ou o que raio quiserem chamar, foram o princípio do "declínio" do Sérgio Oliveira. 90 minutos excelentes frente ao Sertanenses foram suficientes para pôr o rapaz num pedestal.
 

NERU

Portista Divino
Blue Dragon disse:
Além de ser cedo para o Rúben jogar na A, ainda mais cedo é terem garantias e expectativas depois de meio-jogo.


Concordo, não vale a pena queimar etapas, jogar na B pode ser muito bom para a sua evolução... temos o exemplo do ano passado onde vários jogadores ficaram com um nível muito mais elevado para aquilo que eram no inicio da época.
 

missy.

Novato
The Crow disse:
Neste momento, o clube está a lutar para recuperar o título. Na cabeça dos portistas, não há outro pensamento que não seja vencer, vencer, vencer... Neste cenário, a cobrança é exagerada, ainda mais para um puto de 17 anos.


Depende da forma como correr a época, se correr tão bem como devia terá muitas oportunidades para calçar em jogos menos importantes.
 

badblood

Novato
Lisa Simpson disse:
As expectativas, ou o que raio quiserem chamar, foram o princípio do "declínio" do Sérgio Oliveira. 90 minutos excelentes frente ao Sertanenses foram suficientes para pôr o rapaz num pedestal.

Isso é completamente falacioso. Associar o declínio do Sérgio Oliveira a uma experiência bem conseguida na equipa principal quando ele passou a época seguinte num nível competitivo que o limitava e as duas subsequentes em empréstimos mal planeados?
 
badblood disse:
Lisa Simpson disse:
As expectativas, ou o que raio quiserem chamar, foram o princípio do "declínio" do Sérgio Oliveira. 90 minutos excelentes frente ao Sertanense foram suficientes para pôr o rapaz num pedestal.
Isso é completamente falacioso. Associar o declínio do Sérgio Oliveira a uma experiência bem conseguida na equipa principal quando ele passou a época seguinte num nível competitivo que o limitava e as duas subsequentes em empréstimos mal planeados?
Tens razão, expliquei-me mal.
O princípio do "declínio" do Sérgio Oliveira foi aquele rótulo de 30 milhões que lhe impuseram após o excelente jogo frente ao Sertanense. Não vejo isso como única explicação, uma vez que, como bem disseste, a gestão da carreira dele nos anos seguintes não foi a melhor, mas toda aquela atmosfera que se criou depois do jogo não deve ter ajudado em dada. Foi exagerado e complicou, apenas isso.
 
Top