Super Dragões

Shinny

Portista
SUPER DRAGÕES


HISTÓRIA

Era um sonho, uma realidade distante, uma missão… Era o início de um projecto, de uma ideia, de um futuro!

As ideias eram claras. Apoiar o Futebol Clube do Porto, o nosso clube do coração. Fazer do futebol uma festa e nela participar dando todo o nosso apoio e todo o nosso amor.

Foi com estas palavras publicadas numa das suas fanzines que a claque Super Dragões legitimaram o seu surgimento e existência. São, pois, estes os objectivos que nortearam a fundação da claque Super Dragões a 30 de Novembro de 1986. Não sintonizados com a dinâmica e a organização da claque denominada Dragões Azuis que, à época, apoiava o Futebol Clube do Porto, um conjunto de jovens optou pela via alternativa da formação de uma nova claque. Surgem assim, na Superior Sul do já saudoso Estádio das Antas, os Super Dragões.

Tomando para seu nome o Dragão – entidade mítica e simbólica que encima o emblema do nosso grandioso clube – os fundadores da claque valorizaram a também a condição de todos os membros do grupo denominando-os como Super. Nesta condição, todos teriam então que apoiar sempre o Futebol Clube do Porto em qualquer circunstância, demonstrando uma dedicação ímpar ao clube e à missão dos Super Dragões.

Não obstante as dificuldades iniciais, resultantes dos fracos recursos financeiros para a compra dos materiais geralmente utilizados pelas claques no apoio aos clubes, os Super Dragões cresceram rapidamente. A sua espontaneidade no apoio ao Futebol Clube do Porto era também acompanhada por um grande dinamismo na angariação de novos membros, receitas e produção, muitas vezes praticamente artesanal, dos diversos materiais necessários para o incentivo à equipa e para as coreografias. Na sequência deste processo foi patente o grande aumento do número de membros da claque.

Este aumento foi regular, sendo muito favorecido pela atracção que os êxitos constantes do nosso clube no final da década de 80 e durante toda a década de 90 exerciam nos portistas mais jovens. A grande projecção internacional do Futebol Clube do Porto, sempre presente nas grandes competições europeias de clubes, possibilitou aos Super Dragões alguns contactos internacionais que permitiram a troca de informações e, consequentemente, um melhor conhecimento da forma como as grandes claques de outros clubes europeus apoiavam os clubes da sua predilecção. Isto proporcionou uma visível melhoria na forma como os Super Dragões incentivavam a equipa, não só nos cânticos entoados, mas sobretudo pela qualidade, colorido e dimensão das suas coreografias. Estas foram também uma forte atracção para novas adesões ao grupo.

Esta melhoria na qualidade global dos Super Dragões no apoio ao Futebol Clube do Porto e nas suas apresentações nas curvas dos estádios portugueses e europeus foi também acompanhada pela melhoria da qualidade e diversidade do material de uso pessoal que os Super Dragões passaram a disponibilizar aos seus membros. Criou-se assim um estilo próprio – uma linha absolutamente distinta pelas cores e imagens empregues – que, pela sua atracção, não se confinou aos estádios de futebol, sendo também visível no quotidiano.

Entretanto, os êxitos do clube em Portugal e na Europa continuaram a incentivar a adesão de novos Super Dragões que encontravam no seio deste grupo uma forma mais activa e vibrante de apoiar o clube, assim como uma organização com uma relevante dinâmica de mobilização para o apoio ao Futebol Clube do Porto em qualquer lado, em qualquer estádio.

A conjugação destes factores estabeleceu um processo e uma dinâmica que tornaram os Super Dragões, hoje, na melhor claque portuguesa e um grupo respeitado no panorama Ultra internacional. Passados 22 anos, os lemas que fundaram os Super Dragões continuam pertinentes no presente e no futuro. Porque o valor da nossa história não consiste apenas no nosso passado, mas sobretudo no que somos no presente e no que pretendemos construir para o futuro no apoio ao nosso tão querido Futebol Clube do Porto.



Site: http://superdragoes.com/

Tópico para a discussão de assuntos relativos à claque Super Dragões, bem como para a colocação de vídeos e imagens de coreografias/tifos/deslocações.
 

Nuno90

Portista
não SD,até as oportunidades para ir ao estádio são muito complicados, pelo menos enquanto não ganhar o meu. ;)
 
15 anos passados nos SD. Actualmente fora, no entanto amizades perduram e a história igualmente, dificilmente se voltarão a viver momentos como nos 90´s.

A maior claque nacional, sempre temível, sempre imbatível!
 

SD86

Topo Sul
theBlueFactoryofDreams disse:
15 anos passados nos SD. Actualmente fora, no entanto amizades perduram e a história igualmente, dificilmente se voltarão a viver momentos como nos 90´s.

A maior claque nacional, sempre temível, sempre imbatível!


Infelizmente têm vindo para os Super bastante pessoal que mais valia estar na central, a comer o seu balde de pipocas. Vê se muita gente por lá que não tem o espírito ULTRA.
 

Miranda

Novato
Os SD para mim perderam-se muito ao longo do tempo, passou a ser muito negócio. E as coreografias que foram mandadas fazer, não deixam de ser bonitas, mas perdem a mítica toda por trás de um grupo.

OLD STYLE! :,
 
Top